Discografia

Lançamentos oficiais da banda.

Atropina

Santos de Porcelana

Atropina

Mallevs Maleficarvm

Atropina

Porões das Luxúrias

Atropina

Hideous Manipulation (Legis Edax)

Atropina

death metal

A banda de death metal Atropina iniciou suas atividades em 1996 na cidade de Teutônia (RS/Brasil) e desde os seus primórdios vem executando sons próprios com letras em português, atacando fortemente o cristianismo e outras formas de controle de massas. Em 1998, a banda gravou a demo-tape "Louvar A Tudo por Nada“ contendo 3 sons, material que foi lançado em Portugal através de um split com a banda Bestial. Em 2001, a Atropina lançou o cd "Santos de Porcelana" com 9 sons, este foi lançado em Portugal através do selo Hallucination. Com o cd, abriram-se portas para a banda participar de diversos festivais pelo sul do Brasil. Em 2004, os integrantes resolveram dar uma pausa e se dedicar à um novo projeto, Legis Edax, que durou até 2007, quando foi lançado Hideous Manipulation somente em formato digital. Cinco anos depois, a Atropina retomou as atividades com três integrantes da sua última formação (Alex, Mateus e Murillo) e com Cleomar (baixo) e Fernando (guitarra) passando a integrar o time. A partir dessa volta, foi composto o álbum Mallevs Maleficarvm, gravado com a excelente produção de Ernani Savaris (Soundstorm Studio) e lançado com o apoio de 8 selos do underground nacional. A repercussão do álbum tem sido bastante positiva e a banda tem participado de diversos festivais, tocando ao lado de grandes bandas do cenário gaúcho e nacional, como Krisiun, Mystifier, In Torment, Distraught, Mithrubick, Losna, Symphony Draconis, Harmony Fault, Khrophus e Sodamed, entre tantas outras. Em dezembro de 2016, a banda comemorou 20 anos de existência, e para marcar essa data lançou o álbum Porões das Luxúrias, novamente com a produção de Ernani Savaris, e desta vez com as participações especiais de Fabiano Penna da banda Rebaelliun, com a intro Divino Aborto, Fábio Zperandio da Ophiilatry e Gorgoroth com a vinheta Cordas em Sangue, e Leonardo Schneider da DyingBreed dividindo os vocais com Murillo Rocha em Cálice Blasfêmico. Comemorando também os 15 anos do lançamento do álbum Santos de Porcelana, a música título do CD foi regravada e conta como bônus track em Porões das Luxúrias. Em 2020 a Atropina troca sua formação com a saída de Mateus e a entrada de Gian Rossi na Bateria.



Banda


Alex Alves

Guitarrista e vocal

Murillo Rocha

Vocalista

Gian Rossi

Baterista

Fernando Muller

Guitarrista Solo

Cleomar Schmitzhaus

Baixista

Contato

Dúvidas, contato para show?
mande sua menssagem.